17500693_kWWYw.jpg
Ao meu marido, que me apoiou, sendo o meu braço direito em todo o processo da minha doença, para ele um obrigado com muito carinho e amor

.posts recentes

. ...

. Homenagem a mais uma amig...

. Lembrando momentos que pa...

. Historia do Laço Cor-de-r...

. ...

. ...

. Mais uma informação

. ...

. Foi só Susto

. Mais um ano passado e eu ...

.arquivos

. Julho 2015

. Junho 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Outubro 2013

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Conversa

   Estamos no Outono os dias ainda são bastante quentes, mas as noites estão bastantes agradáveis óptimas para as caminhadas, apesar de eu não fazer muitas.

   O verão para mim não foi dos melhores mas também não foi dos piores.agora é ir preparando o inverno, uma coisa que não gosto muito de fazer é, dar uma volta a todas as coisas que vão deixar de servir por uns tempos, mais uma volta á casa, pois depressa chegarão os dias calmos do fim de Outono e Inverno.

    Então haverá mais tempo para ler, e outras coisas, só que também é preciso cautela com a comidinha.

                       Maria de Lourdes

                                                

 

publicado por Maria de Lourdes às 22:24
link do post | comentar | favorito
|

Descobertas

 

Dimensão da mulher em bebé está directamente ligada ao cancro da mama

Novo estudo comprova o cancro da mama e o tamanho à nascença têm uma relação directa

Mulheres que tinham grandes dimensões em bebé têm mais probabilidade de desenvolver cancro na mama, segundo uma investigação publicada no jornal "PLoS Medicine", da Public Library of Science, e divulgada pela Reuters. O estúdo acrescenta provas de que, pelo menos em alguns casos, algo acontece no ventre materno que pode causar cancro mais tarde durante a vida.

As anteriores pesquisas sobre ligações entre o tamanho à nascença e o cancro da mama provaram ser inconsistentes, mas as descobertas agora publicadas apresentam fortes provas de que as duas variáves podem estar relacionadas.

«Estas descobertas fornecem fortes provas de que o tamanho à nascença - principalmente o comprimento - está directamente correlacionado com o risco que a mulher tem de sofrer de cancro na mama na vida adulta, embora os mecanismos por trás desta associação não sejam claros», escreveu na referida publicação Isabel dos Santos Silva, da London School of Hygiene and Tropical Medicine.

Cancro da mama é a principal causa de morte de cancro entre as mulheres no mundo inteiro, de acordo com a American Cancer Society. O grupo estima que cerca de 465.000 mulheres morreram de cancro na mama em todo o mundo em 2007, tendo sido diagnosticados 1.3 milhões de novos casos.

Dos Santos Silva e os seus colegas examinaram 32 estudos que integraram 600.000 mulheres, principalmente de países desenvolvidos. A análise incluía mais de 22.000 mulheres com cancro na mama.

Após considerar factores de risco estabelecido como a idade e a menopausa tardia, os investigadores descobriram uma forte associação com o tamanho à nascença, e a circunferência da cabeça. Entre todos, o tamanho à nascença provou ter a conexão mais forte.

«A percentagem pela qual o tamanho à nascença afectou o risco de cancro no peito não foi afectada pela integração de outros factores de risco», escreveram os investigadores.

Por exemplo, segundo o estudo, mulheres com peso à nascença de quatro quilos ou mais tinham mais 12% de hipóteses de contrair cancro na mama que bebés que pesam três a três quilos e meio à nascença.

A ligação entre cancro na mama e a dimensão à nascença parece mais pequena quando comparada com outros factores de risco. Os investigadores estimaram que o tamanho à nascença pode ser responsável por até cinco por cento de todas as mulheres que desenvolveram cancro quando chegam aos 80 anos.

«O ambiente maternal e/ou fetal, associado ao largo tamanho à nascença, pode alterar a programação do peito, tornando-o mais susceptível ao cancro», escreveram os pesquisadores.

 

08-09-30

-------------------------------------------------------------------------------------------

Eu sei que é preciso que se façam estudos de toda a espécie para que um possamos obter a cura total,no entanto não será um pouco alarme a mais, na hora do nascimento?.

Há mulheres bem pequenas com cancro na mama e houve mulheres grandes que nunca

tiveram cancro.

É o meu ponto de vista até posso estar errada....

publicado por Maria de Lourdes às 20:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Outono

    Chegou o Outono e com ele novos casos de doença.

     Pessoas que estavam em fase adiantada estão a piorar bastante.

uns mais novos outros menos todos vão tendo a sua parte, por é sempre um pouco assustador esta época, mas há que ocupar-nos de outras coisas, e tentar ocupar o pensamento com boas ideias

     Agarrar a esperança de que daqui a alguns anos os (Cancros) todos tenham cura, mesmo que  ainda sejam tratamentos dificeis.

    Vamos ter esperança.

                                               Maria de Lourdes

publicado por Maria de Lourdes às 22:02
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 20 de Setembro de 2008

Sono

Falta de sono pode gerar inflamações

Estudo revela que falta de sono pode levar o sistema imunológico a voltar-se contra os tecidos saudáveis

A falta de sono, mesmo que seja por poucas horas durante a noite, pode levar o sistema imunológico a voltar-se contra tecidos e órgãos saudáveis, segundo um artigo que será publicado este mês na revista académica Biological Psychiatry, divulgado pela edição online da BBC Brasil.

Segundo o artigo, da autoria de investigadores da Universidade de Los Angeles, perder o sono mesmo durante algumas horas da noite pode causar uma reacção que leva a inflamações.

Os investigadores sugerem que uma boa noite de sono pode reduzir o risco de doenças do coração e desordens auto-imunes, como a artrite reumotóide.

A equipa mediu em voluntários os níveis do chamado factor nuclear - NFkb - um factor de transcrição que desempenha um papel vital na sinalização de inflamações em adultos saudáveis.

As medições foram feitas em voluntários em três situações: após uma noite normal de sono, após uma noite em que eles ficaram acordados das 23h às 03h e após uma noite de recuperação.

Na manhã que se seguiu à privação parcial de sono, os investigadores constataram que os níveis do NFkb eram muitos mais altos do que nas manhãs que se seguiram às outras duas noites. No entanto, esse aumento de uma resposta inflamatória só foi verificado em mulheres.

«Quanto mais analizámos o assunto, mais percebemos os benefícios de uma boa noite de sono. Neste caso, os investigadores fornecem provas de que a privação de sono está associada a um aumento dos processos inflamatórios no corpo», afirmou John H. Krystal, editor do "Biological Psychiatry".

Para Krystal, «os resultados oferecem um caminho através do qual o combate de distúrbios do sono pode melhorar a saúde».

2008-09-05

 
publicado por Maria de Lourdes às 21:16
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Reflecção do Dia

Sentando-se, escolhem os bons para os cestos e o que não presta deitam fora.

À rede da vida vem ter muita coisa boa e outra que não presta, coisas novas e velhas, que é preciso saber discernir e escolher (Evangelho). Do barro nas mãos do oleiro muita coisa pode sair bem ou mal feita, que é preciso ter a arte de discernir e recomeçar até conseguir a melhor (1ª leitura).

Da vida podemos fazer muitas coisas. É preciso ter arte e exigência para fazer dela o melhor. A isso nos ajuda o Senhor. «Feliz o que tem por auxílio o Deus de Jacob!» (Salmo).
Fonte: AO

 

publicado por Maria de Lourdes às 22:47
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Setembro de 2008

Homenagem

Madre Teresa de Calcutá, cujo nome verdadeiro é Agnes Gonxha Bojaxhiu, (Skopje, 27 de Agosto de 1910Calcutá, 5 de Setembro de 1997) foi uma missionária católica albanesa, nascida na República da Macedônia e naturalizada indiana beatificada pela Igreja Católica.

                                                                                       

              

Beata Teresa de Calcutá

Beata Teresa de Calcutá

Considerada a missionária do século XX, concretizou o projeto de apoiar e recuperar os desprotegidos na Índia. Através da sua congregação "Missionárias da Caridade", partiu em direção à conquista de um mundo que acabou rendido ao seu apelo de ajudar o mais pobre dos pobres.   

publicado por Maria de Lourdes às 07:59
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Saúde

 

Lei da "Morte Digna" prevê multas aos médicos que prolonguem vida

  Médicos que adoptem medidas "inúteis de prolongamento de vida" a doentes terminais sem possibilidade de recuperação poderão ser punidos com multas até um milhão de euros, mediante um projecto-lei em estudo na região espanhola da Andaluzia.

O texto da futura lei da "morte digna" proíbe o que diz ser a "obstinação terapêutica", entendida como a "aplicação de medidas injustificadas e inúteis de prolongamento de vida".

Médicos que adoptem esta prática poderão ser punidos por uma "infracção muito grave" que será castigada com multas que variam entre os 60 mil e um milhão de euros

"O médico ou médica responsável pelo paciente tem a obrigação de limitar as medidas de suporte vital quando não as considere necessárias para evitar a obstinação terapêutica. Essa justificação deve ficar registada na história clínica do paciente", refere o projecto-lei.

O texto obriga a que a opinião seja partilhada por "pelo menos dois outros" especialistas que conheçam o caso do paciente em questão.

Em casos em que os representantes ou familiares do paciente discordem da retirada das medidas de suporte vital, o médico pode pedir um parecer não vinculativo, cabendo-lhe depois a decisão final, inclusive contra a vontade da família.

Para o governo regional, do PSOE, a nova lei - que define os "direitos e garantias da pessoa no processo da morte" - é considerada uma das principais apostas legislativas da actual legislatura.

Trata-se, sustentam, de regular o direito dos doentes terminais a receber toda a informação sobre a sua doença, a tomar decisões sobre o tratamento que podem aplicar e a recusar a intervenção proposta pelos médicos "mesmo que isso ponha em perigo a sua vida".

Garantidos são também os direitos dos menores de idade, já que a partir dos 16 anos poderão ser os próprios a decidir.

A lei estabelece ainda as responsabilidades dos centros sanitários, com o governo a comprometer-se a fornecer a doentes terminais quartos individuais onde possam ser acompanhados pela sua família.

O desejo de morrer

O debate sobre o documento surge depois do polémico e dramático caso de Inamaculada Echevarria, uma mulher que depois de viver nove anos ligada a um respirador viu cumprido o seu desejo de lhe que fosse retirado o respirador para poder morrer.

"Não aceito que haja meios que mantenham a minha vida. Não tenho medo de morrer e não quero continuar assim", afirmou na altura, explicando que esta era uma posição que tinha desde os 20 anos, quando soube que passaria a vida na cama, sem mobilidade.

A decisão de permitir a retirada do respirador baseou-se em pareceres do Conselho Consultivo da Andaluzia, que determinou que o pedido de Echevarría constituía um caso de eutanásia passiva indirecta, pelo que os médicos que o respeitassem não estariam a cometer nenhuma acção punível.

Recorde-se que a Lei de Autonomia do Paciente e a Lei de Saúde da Andaluzia, já em vigor, estabelecem que um paciente pode recusar determinado tratamento mesmo quando essa decisão traga situações "que comprometam gravemente a saúde do doente e levem mesmo à sua morte".

estatísticasEstatísticas
partilharPartilhar
 [?]

publicado por Maria de Lourdes às 10:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Meu Signo


RecadosOnline.com

.Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.favorito

. Oração a Nossa Senhora da...

. Cancro da Pele

. Voluntariado

. Histórias Que o 25 de Abr...

. Terceiro cântico do Servo...

. Consulta

. Morte do Domingos

. Recordar Ainda é Dificil

. Liberdade de Imprensa

. Ano Novo

.links

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds