17500693_kWWYw.jpg
Ao meu marido, que me apoiou, sendo o meu braço direito em todo o processo da minha doença, para ele um obrigado com muito carinho e amor

.posts recentes

. ...

. Homenagem a mais uma amig...

. Lembrando momentos que pa...

. Historia do Laço Cor-de-r...

. ...

. ...

. Mais uma informação

. ...

. Foi só Susto

. Mais um ano passado e eu ...

.arquivos

. Julho 2015

. Junho 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Outubro 2013

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

Coração

Campanha alerta portugueses para riscos da arritmia cardíaca

"Bate, bate coração" é a campanha lançada hoje para alertar os portugueses para os riscos da arritmia cardíaca, a principal causa de morte súbita em Portugal.

"Bate, bate coração" é o nome de uma campanha lançada hoje por três organizações ligadas à cardiologia para alertar os portugueses para os riscos da arritmia cardíaca, a principal causa de morte súbita em Portugal. Lançada pelo Instituto Português do Ritmo Cardíaco (IPRC), a Associação Portuguesa de Arritmologia, Pacing e Electrofisiologia e a Associação Portuguesa de Portadores de Pacemakers e CDI (APPPC), a campanha envolverá os hospitais de referência nesta especialidade.

As organizações alertam que a falta de informação é um dos principais factores que pode levar à morte inesperada, repentina e não acidental, conhecida como morte súbita.

Um estudo divulgado hoje revela que nove em cada dez portugueses desconhece que as arritmias podem ser fatais e que apenas 2,6 por cento da população admite estar preocupada com esta doença, que é uma perturbação do ritmo dos batimentos cardíacos e pode ter consequências fatais quando não tratada.

O coordenador da campanha, Carlos Morais, disse hoje à agência Lusa que este inquérito permitiu constatar que existe «uma falta de informação» da população sobre esta doença e que é necessário elaborar «uma estratégia preventiva que permita combater a morte súbita».

De acordo com o médico, a iniciativa visa sensibilizar a população em geral para as arritmias cardíacas, educar sobre os seus riscos e esclarecer sobre os meios de diagnóstico e tratamentos existentes.

No âmbito da campanha, será distribuído material informativo nos hospitais e serão realizadas acções de esclarecimento aos utentes, com a realização de encontros de doentes, a nível nacional, abertos ao público em geral.

Hoje é também lançado o site www.batebatecoracao.com, onde as pessoas podem esclarecer dúvidas sobre a doença.

Em Maio, e para assinalar o mês do Coração, está prevista a realização da primeira caminhada de portadores de pacemakers/desfibrilhadores e a organização de um colóquio sobre arritmias e o desporto, entre outras iniciativas.

2009-02-17

Fonte: Agência Lusa
 

publicado por Maria de Lourdes às 19:50
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Meu Signo


RecadosOnline.com

.Julho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.favorito

. Oração a Nossa Senhora da...

. Cancro da Pele

. Voluntariado

. Histórias Que o 25 de Abr...

. Terceiro cântico do Servo...

. Consulta

. Morte do Domingos

. Recordar Ainda é Dificil

. Liberdade de Imprensa

. Ano Novo

.links

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds